DEN e CDS reúnem-se para definir trabalho pela aprovação da mobilização da categoria

0
146

Por Andrea Bochi

Representantes da Diretoria Executiva  Nacional – DEN reuniram-se com o Conseho de  Delegados  Sindicais – CDS, na noite desta quinta-feira, 23 de dezembro, para discutirem sobre a necessidade de engajamento de todos no sentido de convocar a categoria para participar das assembleias que serão realizadas de 27 a 29 próximos, para que aprovem os itens da pauta, conforme orientação da DEN.

O presidente Bob Machado relatou a todos a situação da regulamentação do bônus, cujos recursos não foram aportados no orçamento de 2022. Em contrapartida, o presidente explicou que o governo incluiu no texto da peça orçamentária verbas destinadas ao reajuste das carreiras policiais.

Diante disso, Machado frisou a necessidade de aprovação do estado de mobilização da categoria, proposto pela DEN, durante reunião realizada no dia anterior, 22 de dezembro, para demonstrar ao governo a indignação da categoria com o não cumprimento de um direito previsto em lei e que vem se arrastando desde 2016.

Bob pediu o apoio aos Delegados Sindicais para que trabalhem pela ampliação do número de participantes nas AGN e AGL e, dessa forma, a categoria apresente uma manifestação clara de indignação com os rumos da regulamentação do bônus de eficiência. Essa indignação ficará clara com a presença massiva dos colegas na AGN, aprovando o estado de mobilização. “A participação maciça dos Auditores-Fiscais do Trabalho na Assembleia Geral Nacional – AGN e nas Assembleias Gerais Locais – AGL é importantíssima, neste momento”, ressaltou Bob.

A entrega de cargos de chefia e coordenação também é uma das orientações da DEN, que considera a estratégia de pressão fundamental. Além disso, angariar o apoio dos superintendentes, para que as ações se tornem viáveis, permitirão o engajamento do maior número possível de colegas, reforçando a ação unificada.

“Sabemos das peculiaridades de cada uma das carreiras, mas agora o instrumento de pressão de que dispomos para que regulamente a parcela do bônus é a mobilização. O governo tem os recursos para fazer o remanejamento do orçamento de 2022 e isso pode ser feito a qualquer momento”.

Após a reunião do CDS, foi divulgada, a pedido de seus membros, uma breve nota com informações para orientar o trabalho de chamamento para a participação nas assembleias.

Nas assembleias, também serão apreciadas as contas do SINAIT relativas a 2020, seguindo parecer favorável do Conselho Fiscal Nacional – CFN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome