Sinait é recebido pelo ministro Onyx e leva principais pleitos da carreira

0
58

Por Andrea Bochi

Dirigentes do Sinait estiveram, na tarde desta segunda-feira, 30 de agosto, em audiência com o  ministro do Trabalho Onyx Lorenzoni, na sede do Ministério em Brasília. Na ocasião os representantes sindicais levaram os principais pleitos da carreira e pediram o apoio e empenho do ministro. Na pauta Bônus, concurso público, Reforma Administrativa,

Participaram da reunião representando o Sinait, além do presidente Bob Machado, os diretores Rosa Jorge, José Fontoura, Wellington Maciel e a assessora parlamentar, Fabiany Moreira. Pelo Ministério, além do ministro, participaram o secretário-Executivo, Bruno Dalcolmo, o secretário de Trabalho, Luís Felipe de Oliveira, o subsecretário de Inspeção do Trabalho Rômulo Machado e o assessor especial Gustavo Góis.

Bônus de eficiência

O presidente do Sinait inicialmente frisou a importância do apoio do ministro em defesa do Bônus de Eficiência. Bob explicou que o acordo realizado em 2016 com o governo resultou no bônus, que trata das carreiras de Auditoria-Fiscal do Trabalho e Auditoria-Fiscal da Receita. Para ele, a regulamentação deve ser feita por Decreto e queremos seu apoio para que avancemos nesse sentido.

“Contamos com o seu apoio para que se faça o decreto de regulamentação do bônus, que é muito importante para a carreira e gostaríamos de levar sua palavra de apoio à categoria. A luta foi muito grande e não podemos ser relegados”, reiterou Rosa.

Concurso

Além disso, Bob Machado reiterou, entre outros pontos, a necessidade de realização do concurso público para a carreira de Auditoria-Fiscal do Trabalho, tendo em vista que a carreira tem cerca de 45% de vacância nos cargos. “Temos o menor quadro dos últimos 25 anos. “A falta de pessoal prejudica muito a atuação dos Auditores-Fiscais, uma vez que precisam verificar o ambiente de trabalho in loco.

“Muitos Auditores-Fiscais recebem abono permanência e podem deixar o serviço público a qualquer momento. Esta é uma das demandas mais recorrente e antiga da carreira”, ressaltou o presidente. Entendemos que há muitos anos a carreira sofre sem valorização”. Segundo ele, a carreira precisa ser recomposta uma vez que a carreira ocupa atualmente quase a metade dos cargos disponíveis.

Reforma Administrativa

Os dirigentes do Sinait destacaram ainda a importância de a Auditoria-Fiscal do Trabalho ser mantida como carreira típica de estado na estruturação prevista na Proposta de Emenda Constitucional nº 32, a reforma administrativa. Segundo o presidente, a matéria passa por um momento crucial na definição dessas carreiras e que é importante para a carreira, que pretende cumprir com seu papel de fiscalização em prol da sociedade.

Em relação ao Bônus, o Sindicato obteve do ministro o compromisso de avaliar com cuidado e que em breve poderá reunir-se novamente para trazer notícias positivas. Pediu para que o Sinait acione sempre que houver alguma contribuição importante. “Sou favorável ao bônus, pois acho que é um estímulo e melhora o trabalho e pode ser um ganho importante para a categoria. Estamos abertos ao diálogo e vamos avaliar todas as posições apresentadas pelo Sindicato. Vamos dar sequência a esse entendimento que estamos fazendo”, afirmou o ministro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome