sábado, 25 maio, 2024
Home2024SINAIT-SP e DS de Santos se reúnem com dirigentes da CUT por...

SINAIT-SP e DS de Santos se reúnem com dirigentes da CUT por valorização da categoria

Oliveira, Cintia, Carmen, Suzart, Ana Palmira e Mesquita

Andre Montanher

Representantes das DS (Delegacias Sindicais) do SINAIT de São Paulo e Santos buscaram o apoio de lideranças sindicais, com o objetivo de valorizar a categoria dos Auditores-Fiscais do Trabalho, o Ministério do Trabalho, e pelo cumprimento do Acordo com o governo federal que garanta a justa regularização do Bônus de Eficiência e Produtividade.

Morillas, Bolini, Erick Silva e Ana Palmira

Na segunda-feira (1º), o papo foi com o presidente da Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Erick Silva, em São Carlos. Viabilizado pelos Auditores Valério Morillas e Milton Bolini, das Gerências Regionais de São Carlos e Araraquara, o encontro buscou atualizar o dirigente sindical sobre a urgência do pleito dos Auditores.

“Erick Silva compõe o movimento sindical com maior interlocução junto ao Ministro Luiz Marinho. Ele prometeu levar nossas reivindicações a ele e ao Secretário de Relações do Trabalho do Ministério de Gestão e Inovação, José Lopez Feijóo”, explicou a presidenta do SINAIT-SP, Ana Palmira Arruda Camargo.

Já na quinta-feira (4), foi a vez de uma reunião articulada pela DS de Santos com o presidente da CUT-SP, Raimundo Suzart, em São Paulo-SP. Ele teria encontro com Marinho nos próximos dias, oportunidade em que também se comprometeu a levar o pleito dos Auditores. A exemplo de Erick Silva, ele falará com Feijóo sobre o tema.

“Estas lideranças possuem amplo trânsito no governo, e são conhecedoras do papel fundamental da Inspeção do Trabalho na defesa dos direitos trabalhistas”, analisou Ana Palmira. Participaram da reunião, pela DS Santos, os Auditores Carmen Cenira, Cintia Veras, Evandro Mesquita e Paulo Rogério Moreira de Oliveira. Pela DS São Paulo, a presidenta Ana Palmira Arruda Camargo.

REIVINDICAÇÕES

A categoria, que permanece mobilizada, reivindica a justa regulamentação do Bônus de Eficiência e Produtividade, nos mesmos moldes dos Auditores da Receita Federal. Foi esclarecido que embora o decreto tenha sido editado em 1º de abril (11.971/2024), ele não atende ao pleito da Auditoria-Fiscal do Trabalho, que é a correspondência ao acordo firmado em março de 2016, com o governo Dilma. Além disso, os Auditores pleiteiam a valorização da carreira e do Ministério do Trabalho.

RELATED ARTICLES

Mais Vistos