38º Enafit – No Dia Nacional da Consciência Negra, Sinait realiza a 3ª Corrida Contra a Escravidão em Recife

0
53

Por Solange Nunes/Edição: Andrea Bochi

Neste domingo, 20 de novembro, Dia do Zumbi e Dia Nacional da Consciência Negra, aconteceu a 3ª Corrida Contra a Escravidão, em Recife. Evento que reuniu atletas amadores e profissionais numa ação de conscientização e cidadania contra o trabalho escravo. A corrida faz parte da programação do 38º Encontro Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Enafit) que ocorre de 20 a 25 de novembro, na capital pernambucana. A corrida é uma realização da Delegacia Sindical do Sinait em Pernambuco (DS/PE), Sinait e Confederação Iberoamericana de Inspetores do Trabalho (CIIT).

O presidente do Sinait, Bob Machado, disse que a corrida é uma forma de marcar e reiterar a luta da categoria no combate ao trabalho escravo e conscientizar a sociedade sobre o tema. Na ocasião, agradeceu a participação de todos na 3º Corrida Contra a Escravidão, primeiro evento, do 38º Enafit. “É uma satisfação poder realizar a corrida em Recife e contar com vocês nesse evento”.

Para a diretora do Sinait Rosângela Rassy, a terceira edição da corrida é uma forma de denunciar o problema da escravidão contemporânea. “Hoje há no Brasil muitos trabalhadores em situação análoga à de escravo, caracterizada como escravidão moderna que acontece tanto nas áreas urbanas, como rurais. Os Auditores-Fiscais do Trabalho combatem o trabalho escravo há mais de 25 anos no nosso país e já resgataram mais 58 mil trabalhadores em situação análoga à de escravo. O evento é uma forma de evidenciar e conscientizar a sociedade sobre o trabalho escravo contemporâneo”.

A Auditora-Fiscal, Simone Brasil, estreou como corredora e disse que a 3ª Corrida Contra a Escravidão é um tema apropriado para a data. “Hoje é uma data especial em que a corrida acontece no Dia de Zumbi e no Dia Nacional da Consciência Negra e o tema tem tudo a ver com a Inspeção do Trabalho. Também estou muito feliz com minha estreia como corredora”.

O corredor Ricardo Penha, policial militar, disse que o tema da corrida é especial e pertinente nesta data que marca o Dia Nacional da Consciência Negra. “O assunto é importante para conscientizar as pessoas sobre o tema”.

A comerciante e triatleta Andrea Braga disse que participou da corrida em razão do tema e da data. “É o Dia da Consciência Negra e não poderia ficar de fora”.

A Corrida Contra a Escravidão

A segunda Corrida Contra a Escravidão ocorreu em 2019 na cidade de Aracajú (SE) e a primeira foi em Cuiabá, em 2018. A corrida tem o objetivo de dar luz ao tema do combate ao trabalho escravo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome