A auditores paulistas, presidente do Sinait diz que decreto do Bônus é “juridicamente possível”

0
609

Um grupo de auditores paulistas, entre eles diretores do Sinait-SP, participou nesta quinta-feira (30) de uma reunião com o presidente nacional, Carlos Silva. O encontro foi no auditório da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho, em São Paulo, e entre os temas abordados estava a questão do Bônus de Eficiência, demanda da categoria.

Carlos Silva trouxe informações acerca do andamento da regulamentação do bônus, atualmente na Secretaria de Assunto Jurídicos, da Casa Civil da Presidência da República. “A sua regulamentação via decreto é juridicamente possível. Estamos acompanhando”, apontou o presidente, que afirmou não existir qualquer diferença – tanto sob a perspectiva política quanto jurídica – do processo conduzido pelos auditores da Receita Federal.

O presidente do Sinait também focou outros temas, e destacou que uma eventual extinção do Ministério do Trabalho colocará tanto a Inspeção do Trabalho, quanto os auditores, em situação de grande risco. A constatação mereceu comentário do o presidente do Sinait-SP, Rodrigo Iquegami, presente à reunião.

“Não podemos ver as ameaças de extinção do ministério como simples adequação, ou reforma administrativa. O que se busca é a extinção do tripé de proteção estatal aos trabalhadores, formado pela Inspeção, Justiça do Trabalho e Ministério Público do Trabalho. Assim, tal medida seguramente não trará benefícios aos trabalhadores ou a categoria, e por isso deve ser rechaçada com veemência pelos auditores”, apontou Iquegami.

O dirigente estadual falou da estratégia local para combater o desmonte do ministério. “A Delegacia Sindical seguirá as orientações aprovadas na última reunião do Conselho Sindical, com trabalho intenso de divulgação da importância do Ministério do Trabalho e da Inspeção, em espaços estratégicos como Assembleia Legislativa e Congresso Nacional”, anunciou.

SUPERINTENDENTE

Antes da reunião dos auditores com o presidente nacional do Sinait, Carlos Silva e a diretoria do Sinait-SP foram recebidos pelo Superintendente Estadual do Ministério do Trabalho, Marco Melchior. Carlos Silva levou uma extensa pauta de melhorias ao superintendente.

“A ocupação do cargo de superintendente, por um colega, atende a antigo anseio da categoria e renova nossas esperanças”, posicionou-se Rodrigo Iquegami, repetindo posicionamento efetuado na posse do órgão pelo auditor fiscal do Trabalho. Abaixo, foto dos auditores em reunião com o superintendente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome