Assembleia define os rumos da categoria: PARTICIPE!!!

0
289

Auditores fiscais do Trabalho têm até as 17h desta quarta-feira (13), para participarem da AGN (Assembleia Geral Nacional), que decide os próximos passos da luta pelo cumprimento integral do acordo salarial fechado em 2016. O debate, que ocorre pela internet, também foca a Reforma Trabalhista, e o resgate dos direitos arrancados dos trabalhadores.

“Essa campanha salarial foi a mais longa da nossa história, marcada pela instabilidade política em vários níveis. A categoria está sendo testada ao limite. A participação na AGN é muito importante, pois demonstrará nosso nível de coesão, e a nossa insatisfação”, aponta o presidente da Delegacia Sindical do Sinait-SP, Rodrigo Iquegami.

A AGN é realizada exclusivamente no modo eletrônico. A categoria pode votar pelo site do Sinait, e também pelo aplicativo em telefones celulares. Haverá instruções já na tela de entrada, informando os passos para a votação.

A modalidade eletrônica permite que o filiado vote de qualquer lugar, ampliando as possibilidades de participação. “É um modo simples e eficiente de exercer seu direito de voto, de expressar sua opinião e participar da luta!”, afirma a vice-presidente do Sinait, Rosa Maria Campos Jorge.

A participação de todos é muito importante para definir os rumos da atuação do Sindicato Nacional e da Delegacia Sindical paulista. Confira os indicativos que estão sendo votados na AGN:

  1. Realizar “Dia Nacional de Protesto dos Auditores Fiscais do Trabalho” em 21/06/2018, quinta-feira, conforme orientações e diretrizes do CNM (Comando Nacional de Mobilização), para rechaçar toda e qualquer tentativa de interferência na atuação da Inspeção do Trabalho e contra o desrespeito à Convenção 81 da OIT (Organização Internacional do Trabalho);
  2. Realizar a “Semana Nacional de Proteção ao Trabalhador”, com a execução de Operações Estratégicas de Mobilização, conforme orientações e diretrizes do CNM;

III. Autorizar a adoção de providências administrativas e judiciais, para garantir o exercício do direito de greve dos auditores fiscais do Trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome