sábado, 25 maio, 2024
Home2024Comando Nacional de Mobilização ALERTA TODA A CATEGORIA

Comando Nacional de Mobilização ALERTA TODA A CATEGORIA

Comando Nacional de Mobilização

ALERTA TODA A CATEGORIA

O Comando Nacional de Mobilização – CNM faz um alerta em defesa da categoria mobilizada desde 23 de janeiro e orienta todos a NÃO PARTICIPAREM de nenhum operativo a realizar-se de 1º a 13 de maio, considerando o resultado da AGN realizada pela categoria em 21 e 22/12/2023 que aprovou o retorno da mobilização e decidiu as atividades essenciais.

A realização de operativo nesses dias surgiu no bojo de pressão antissindical da Administração, especialmente por meio da Coordenação Geral de Fiscalização do Trabalho e Promoção do Trabalho Decente – CGTRAE, para que os AFT que coordenam equipes que fiscalizam Trabalho Análogo ao de Escravo – TAE abandonem a mobilização. 

O CNM, após receber denúncias de tais práticas, que também partiram do secretário de Inspeção do Trabalho, notadamente praticadas em reunião realizada no dia 02 de abril, reuniu-se com os coordenadores de equipes de fiscalização da TAE e com os integrantes dos Comandos Locais de Mobilização – CLM.

Ao contrário do que está sendo disseminado de forma equivocada ou enganosa, a realização de tais operativos, nesse momento, não trará visibilidade à categoria! Ao contrário, será visto como um ato de desvalorização, pois ficará claro para a sociedade que os Auditores Fiscais do Trabalho não suportam pressão e cedem aos atos antissindicais da Administração numa clara demonstração de fraqueza.

A não adesão a esses operativos será uma forte demonstração de resistência e indignação da Auditoria Fiscal do Trabalho ao assédio moral institucional que a Administração está impondo aos AFT.

Após os debates promovidos, o CNM ORIENTA a categoria a NÃO PARTICIPAR de qualquer operativo ou seja qual for a nomenclatura utilizada no período de 1 a 13 de maio para fiscalização de denúncias de trabalhadores escravizados e conclama os colegas dos grupos móveis e estaduais de combate ao trabalho escravo a fortalecerem nossa luta mantendo a adesão aos operativos indicados pelo CNM. A vitória será de todos nós.

RELATED ARTICLES

Mais Vistos