quinta-feira, 29 fevereiro, 2024
Home2023Em última reunião da Mesa Nacional de Negociação no ano, governo anuncia...

Em última reunião da Mesa Nacional de Negociação no ano, governo anuncia que não há previsão de aumento para o funcionalismo em 2024

Por: Solange Nunes/Edição: Andrea Bochi

Governo federal anuncia, durante reunião com os representantes sindicais, que não há previsão de reajuste para o funcionalismo público federal em 2024. O motivo alegado foi dificuldades orçamentárias. No entanto, propôs incrementar o auxílio-alimentação, saúde e creche.

A proposta foi apresenta pelo secretário de Relações de Trabalho, José Lopez Feijóo, do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), nesta segunda-feira, 18 de dezembro, durante a 6º reunião da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP).

O encontro contou com a presença do presidente do SINAIT, Bob Machado, além de representantes sindicais do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) e do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe). A reunião ocorreu na sede do DNIT, em Brasília.

De acordo com Bob Machado, a proposta preocupa o Sindicato Nacional, pois além de não apresentar índice de reajuste, o governo ainda deixou os aposentados de fora. “Vemos como uma proposta discriminatória, que segue a linha de governos anteriores, já que o maior reajuste está concentrado no auxílio-alimentação e auxílio-creche, que só é pago aos servidores da ativa”. 

Proposta

O governo propôs incremento para 2024, com a elevação do auxílio-alimentação de R$ 658,00 para R$ 1.000,00; o per capta saúde do valor médio de R$ 144,00 para 215,00; e o auxílio creche de R$ 321,00 para R$ 484,90. Isso representa 51,06% de reajuste nos auxílios, que seriam efetivados a partir do mês de maio do próximo ano.

RELATED ARTICLES

Mais Vistos