Ministério do Trabalho interdita mais de 15 empresas que trabalham com silos na região de Itapetininga

0
233

Do portal G1 – assista vídeo AQUI

O Ministério do Trabalho divulgou nesta segunda-feira (24) o balanço da fiscalização realizada por auditores no início do mês de setembro em empresas que trabalham com silos nas regiões de Itapetininga-SP e Itapeva-SP.

De acordo com o fiscal do órgão, Paulo Warlet, 18 das 21 empresas fiscalizadas foram interditadas porque não seguiam algumas normas básicas de segurança, como problemas no acesso e falta de treinamento para situações de emergência aos funcionários.

Além disso, segundo Paulo, durante a ação outros 156 autos de infração foram feitos. Os locais não foram divulgados pelo Ministério do Trabalho.

“Inicialmente, concentramos nos grandes operadores e a expectativa era de um nível menor de inconformidade, pois escolhemos as grandes empresas. Mas o percentual foi de 90% de interdições. O que observamos foi sobre a falta de equipamentos ideias dos profissionais e também não havia mensuração dos gases tóxicos”, afirmou.

Ainda segundo Paulo, essas empresas que foram interditadas precisam regularizar a situação para que possam voltar com as atividades.

“Regularizando a situação tem que apresentar no MT para que o fiscal possa comparecer no local e fazer verificação. Enquanto não tiver tudo regularizado, os silos permanecem parcial ou totalmente interditados”, explica.

Ainda de acordo com o Ministério do Trabalho, a atuação foi importante para que as empresas se reponsabilizem pela segurança dos trabalhadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome