Auditor está entre os 5 melhores atletas máster do mundo nos saltos

0
413

(Auditor-fiscal do Trabalho Marcus Vinícius Medina)

Por Andre Montanher

O Auditor-fiscal do Trabalho, Marcus Vinícius Medina, de 46 anos, dedicou grande parte da vida ao atletismo, e no mês de janeiro obteve um resultado espetacular. Ele foi indicado, pela WMA (World Masters Athletics), entidade máxima do atletismo mundial, como um dos cinco melhores atletas máster do mundo nos saltos.

A indicação levou em conta seu desempenho no Mundial Indoor de Atletismo Máster, realizado em março de 2019, na cidade de Torun, Polônia. Ao Sinait-SP, o auditor lotado na Gerência Regional de Campinas, e que atua na fiscalização relativa ao FGTS, conta um pouco da sua vida de atleta:

———————————

Sinait-SP – Há quanto tempo você salta?

Marcus – Comecei no atletismo aos 13 anos de idade, quando, após bons resultados em uma competição escolar, fui convidado para treinar pela equipe da cidade de Itu-SP. No ano seguinte, fui campeão paulista e ao longo dos 8 anos seguintes treinei e participei de diversas competições no Brasil e nos EUA, nas modalidades de salto em distância, triplo e corridas com barreiras

Retornei ao atletismo em 2009, participando de corridas de rua em Mato Grosso, onde fui empossado como Auditor-fiscal do Trabalho e, em 2014, já trabalhando no estado de São Paulo, voltei ao atletismo de pista, que sempre foi minha paixão. Nesse período, acumulei diversos títulos brasileiros e internacionais nas provas de salto em distância, salto triplo, salto em altura, 110m com barreiras e 400m com barreiras. Em 2018 fui campeão britânico em 3 provas e brasileiro em 4 provas, e quebrei 2 recordes sul-americanos, nas categorias M40 e M45. Em março de 2019, participando do Mundial Indoor de Atletismo Máster, uma competição de altíssimo nível, onde inclusive competi contra ex-atletas olímpicos, quebrei mais dois recordes sul-americanos da categoria M45, nos saltos em distância e altura. Terminei o ano em primeiro lugar no ranking sul-americano dessas 2 provas, e em segundo no ranking do salto triplo. Acredito que em 2019 cheguei ao ponto máximo da minha trajetória, o que foi coroado com a indicação para melhor atleta do mundo na modalidade de saltos.

Sinait-SP – Em que contexto se deu esta indicação?

Marcus – A WMA (World Masters Athletics) é hierarquicamente a entidade máxima na organização do atletismo máster mundial. É a responsável pela organização dos campeonatos mundiais e dos rankings mundiais e a ela estão subordinadas as associações de atletismo máster de cada continente. É iniciativa dessa entidade a eleição dos melhores atletas do mundo em cada modalidade. Fui há poucos dias escolhido como melhor saltador máster da América do Sul em 2019, pela ASUDAMA (Asociación Sudamericana de Atletas Máster), certamente em consideração aos recordes que foram quebrados no Campeonato Mundial. Essa escolha foi fundamental para me colocar no rol de melhores do mundo, e ser indicado para concorrer a este título.

Sinait-SP – O que representa esta indicação?

Marcus – Essa indicação, para mim, representa um reconhecimento da superação e do esforço, dedicação e disciplina que dedico ao atletismo. Minhas condições de treinamento estão muito longe das ideais. Não tenho pista adequada para treinamento. Meus treinos de velocidade são realizados na rua e meus treinos de salto em distância e triplo foram realizados, até este ano, em uma quadra de vôlei de areia. Salto em altura não treino por falta de espaço e colchão próprio. Não tenho um técnico que me acompanhe. Faço meu próprio planejamento de treinos e tento sempre identificar e corrigir sozinho minhas falhas técnicas. Por fim, não tenho patrocínio e arco com todas as despesas necessárias, sejam elas de material e equipamentos de treinamento, sejam de custos de viagem e inscrições para participação nas competições.

Sinait-SP – Qual a importância do esporte na tua vida?

Marcus – O esporte foi onde fiz grandes amigos, de todas as classes sociais, onde aprendi a importância da disciplina e da dedicação àquilo que você se propõe a fazer. No esporte, como em tudo, não existe talento puro. É necessário esforço e trabalho duro para se conseguir os resultados desejados. Hoje, o atletismo para mim funciona como uma excelente válvula de escape. Ao final do dia, esqueço meus problemas durante os treinamentos. O desafio da superação, principalmente física, a cada treinamento, é gratificante. A sensação de uma vitória em uma competição, seja contra outros, seja contra suas próprias marcas, é sensacional. Outro dia ouvi de um treinador famoso que o esporte de competição não é saudável. Concordo, se estivermos falando de saúde física. São muitas as lesões, dores, etc. Mas se falarmos de saúde mental, o esporte de competição é maravilhoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome